Em meados de dezembro de 1989, um grupo de geólogos russos fizeram um poço de 14.000 metros de profundidade na Sibéria; e eles afirmam terem ouvido lamentações que vinham do centro da terra... A notícia se espalhou pelo mundo. Um jornal da Finlândia publicou a matéria, com relatos dos operários e estudiosos que ouviram a fita.
"Como um comunista eu não acredito em céu ou na Bíblia mas, como um cientistas eu acredito agora no inferno" , disse. (Dr. Azzacove)

Needless disse:

"Nós ficamos chocados fazendo tal descoberta. Mas nós sabemos o que nós vimos e nós sabemos o que nós escutamos. E nós estamos absolutamente convencidos de que nós furamos através dos portões do inferno!"

Dr. Azzacove continuou:

"A perfuratriz, de repente, começou a girar velozmente indicando que tínhamos chegado a um grande bolsão vazio ou uma caverna. O sensor térmico mostrou um aumento dramático da temperatura para 2,000 graus Fahrenheit "

"Nós abaixamos um microfone, projetado para descobrir os sons de movimentos tectônicos abaixo da galeria. Mas em vez de movimentos de placas nós ouvimos uma voz humana, gritando de dor! No princípio pensamos que o som estava vindo do nosso próprio equipamento".
"Mas quando nós fizemos ajustes nos equipamentos, nossas piores suspeitas foram confirmadas. Os gritos não eram de um único humano, eles eram gritos de milhões de humanos!"

Créditos: Area do terror



These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati