Happisburgh (pronuncia-se 'Hazeboro') está na costa de Norfolk entre Cromer e Great Yarmouth. A vila tem ligações com muitos acontecimentos históricos fascinantes, como também é a cena de varias assombrações que são relatadas desde o século 18.

O cemitério contém o túmulo sem marca do "envenenador" Jonathan Happisburgh Balls. A lenda diz que ele acidentalmente bebeu alguns de seus próprio venenos e que, sabendo que sua alma iria para o inferno, ele pediu para ser enterrado com uma Bíblia e um bolo de ameixa em uma mão, mais um baralho de poker e um par de línguas de carvão na outra mão. A população local temia que evidentemente Ball não ficaria decentemente em seu caixão. pessoas más e suicídios eram comumente suposto tornarem-se vampiros após a morte, assim os Inglês frequentemente tomavam precauções para se certificar de que os cadáveres não iriam se levantar de suas covas e amaldiçoariam os vivos.

Potenciais vampiros foram enterrados numa encruzilhada ou eram enterrados com punhados de arroz ou sementes (era tanto uma manobra destinada a atrasar os mortos-vivos até o amanhecer -, tornava-se confuso em que direção tomaria, ou era obrigando a contar cada grão). Além de ser enterrado em solo não consagrado, aqueles que tinham tomado suas próprias vidas eram freqüentemente enterrados sem o coração ou com uma estaca no mesmo - uma prática que não era proibida pela legislação em Inglaterra até 1834.

Seis meses depois da morte do envenenador, seu corpo foi exumado, tinha sido perfeitamente conservada pelo arsénio que tinha tomado. Talvez, à semelhança de outros usuários infame de substâncias tóxicas, tinha consumido o veneno em pequenas quantidades crescentes, a fim de construir uma imunidade?


Um grande monte, no lado norte do cemitério é o lugar de descanso final de 119 membros do navio de guerra HMS Invincible - naufragou com 400 homens a bordo de Haisbro Sands em 13 de março, 1801 - ela estava a caminho para atender a frota de Nelson em Copenhaga, durante a as guerras contra Napoleão. Também ali enterrado há 32 membros da tripulação do HMS Peggy - que nalfragou em 19 de dezembro de 1770 e também a maioria da tripulação de um contador de receitas - que se perdeu em 1804.

A noite dizem que é possível ouvir o barulho do mar mais alto e vozes de pessoas implorando por socorro para não morrerem afogadas.


Ao largo da costa, sob as ondas batendo, estão as ruínas de outra cidade chamada Eccles. No século 17, durante o reinado de Carlos I, foi engolida pelo mar. Uma tempestade destruiu mais de setenta casas e tomou trezentas vidas. Diz-se que partes da cidade são visíveis por baixo da superfície na maré baixa, os pescadores locais há muito falam que se pode ouvir os sinos da igreja submersa de Eccles quando as águas estão turbulentas - ouvindo o sino Acredita-se que as tempestades que viram serão presságio de morte. Esqueletos do adro afogado ainda lavado em terra de tempos em tempos.

Em 1986, grandes porções de Eccles foram expostas por uma diminuição temporária do nível do mar. A torre da igreja (que tem uma torre octogonal distintivo) foi visível durante esse período.

Infelizmente, parece Happisburgh está pronta a partilhar o mesmo destino de Eccles. A erosão costeira tem causado falésias a áreas significativas das terras que estão em colapso, e o governo aparentemente não está fazendo nada para recuperar ou melhorar as defesas contra a invasão do mar.


O spectro

Um dos mais horríveis fantasmas de todos os tempos assombrando esta cidade de Norfolk, em 1800, e foi descoberto por agricultores locais, e já foi visto em muitas ocasiões.

Seu fantasma apareceu com um torso humano sem pernas, a cabeça pendendo para baixo sua parte traseira presa apenas por uma fino pedaço de carne. Ele foi visto flutuando no mar em direção a um poço antigo, onde seria jogado para baixo junto ao saco que estava carregando.

Os agricultores na época haviam sido tão perturbados com esta visão horripilante que decidiram procurar.Eles encontraram um saco semelhante a que era carregado pelo fantasma. Quando foi descoberto, um par de pernas ainda com as botas, eram as pernas do fantasma!

Após esta descoberta, o poço foi drenado. Os moradores encontraram um saco com um torso vestido de roupa de marinheiro. Preso ao tronco pelo pescoço, por uma estreita fita de apodrecida de pele, e a cabeça pendurada. corpo tinha um cinto, e uma pistola estava escondida nele. Os moradores refizeram o caminho do fantasma; perto carrinho de Gap encontraram sinais de uma luta feroz - manchas de sangue, garrafas quebradas e uma pistola, parecida com a encontrado no corpo. A evidência sugere uma luta entre os traficantes sobre a divisão de seu espólio. Um deles foi morto por seus companheiros - que o cortaram em pedaços (sem dúvida, para tornar mais fácil para o transporte de seus restos mortais) e jogaram todas as partes do seu corpo no fundo do poço.


A 'Pump Ghost Hill' (como ele foi posteriormente nomeado) apareceu regularmente nas noites de lua e era frequentemente ouvido gemidos ao fundo do poço até que o poço foi tampado. A assombração teria cessado. Mas quando a tampa foi retirada, horríveis gemidos foram ouvidos novamente.

Os sons foram interrompido abruptamente quando a tampa foi re-instalada. Depois de anos de utilização, a tampa foi retirada novamente, veio gemendo de volta corpo quase mutilado retomou a sua viagem noturna, deslizando-em supostas existentes pernas para a margem, com ele balançando sua cabeça em uma forma grotesca.

Dizem que até hoje pode se ver o fantasma em noites calmas de lua cheia...

These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati