Palo, ou Las Reglas de Congo ("regras do Congo" são grupos de denominações estreitamente relacionadas de origem Bantu desenvolvidas por escravos vindos da África Central em Republica Dominicana. Outros nomes associados com as diversas ramas desta religião incluem: Palo Monte, Palo Mayombe, Brillumba, Kimbisa. A palavra "palo" é aplicada na religião em Republica Dominicana devido ao uso de estátuas entalhadas em madeira ou palo (pau) para construir o altar, outro significado mais próximo da religião descreve a equivalência entre a palavra "palo" com a de "árvore", sendo os locais onde habitam os espíritos na África.

Os seguidores do "Palo" são denominados "paleros" ou Nganguleros". A participação nestes grupos é dada por uma cerimônia de iniciação em uma "casa" ou "Templo". A estrutura organizacional segue o modelado de uma "família". Durante a escravidão sofrida pelos africanos, quando as famílias de sangue foram separadas, este modelo foi particularmente significativo e foi tomado literalmente.

Uma outra curiosidade é que apesar do Palo ter sido trazido para a América Latina pelos bantos (negros da região do Congo) no período da escravidão, atualmente, a população branca dessa região ( e certamente familiarizada com as tradições cristãs, diferentemente dos negros daquela época) são os maiores praticantes dessa que pode ser considerada a mais horrível religião do mundo.


 Seria a religião mais cruel do mundo segundo o ponto de vista de muitas pessoas?


Seria uma mistura de culto aos mortos, com práticas de magia negra, onde o vodoo perto seria apenas uma travessura de criança.

A religião Palo é baseado em duas idéias: a adoração dos espíritos dos antepassados e da crença no poder da natureza. Parece perfeitamente conceito inofensivo, mas quando você parar para pensar assim, logo que você vê no altar Palo chamado "Nganga" cemitério cheio de terra, paus e ... ossos de pessoas mortas recentemente, na maioria das vezes de jovens mulheres.

A Profanação Grave

Palo tem-se associado a uma onda grave de roubar restos mortais na Venezuela. Moradores da região, relatam que muitas das sepulturas em Caracas " Cemitério Geral do Sul tem sido arrombadas e tem seu conteúdo retirado para uso em cerimônias Palo.

 As autoridades não agem e as pessoas tem medo de visitar os cemitérios nessa região da Venezuela. Familiares das pessoas enterradas nada podem fazer contra os praticantes do Palo que desejam saquear as ossadas e até seguranças particulares são pagos para vigiar os túmulos. Sacrifícios e rituais com animais também são constantemente utilizados pelos sacerdotes de praticantes do Palo.

Panteão

O nível mais alto do panteão Palo é ocupado pelo deus criador , Nzambi. O Kimpungulu (singular: Mpungu) de Palo Mayombe são espíritos ou divindades encapsulado em vasos sagrados ( Nkisi ), representando aspectos de natureza s, tais como o trovão, a agricultura, ou vento. outros espíritos que podem habitar o Nkisi são Nfuri (espíritos errantes ou fantasmas), Bakalu (espíritos dos antepassados), e Nfumbe (espíritos anônimos).

Os sacerdotes Palo são divididos em duas classes "bom" e "mal". O cemitério del Sur Karakose é hoje o mais visado quando se diz respeito à retirada de ossadas para o uso dos rituais Palo.


Deuses Superiores

Nzambi (Nsambi, Zâmbia, Nsambiampungo, Pungun Sambia, Sambia Liri, Sambia Surukuru, Sambi Bilongo) - não um Mpungu real, pero um deus maior, o criador do cosmos. Equivalente a iorubá Olodumare.


Lungombe (Lukankanse, Kadiampembe) - aspecto negativo da Nzambi


Kimpungulu

Kobayende (Cobayende, úlceras de perna, Tata Pansu, Nfumbe Tata, Tata FUNDE, Tata Fumba Pungun fútil, Tata Kanen) - rei dos mortos, o deus das doenças, associados com San Lazaro, eq. Obaluaiyê .

Mariguanda (Pungu Mama Wanga, Centella Ndoki, Yaya Kenge, Mariwanga, mamãe Linda, Campo Santo) - Entre a vida ea morte gatekeeper. Associado a Santa Teresa e Oya Iansã

Gurunfinda - deus da floresta e ervas. Associado a São Norberto Otan não ou San Silvestre, eq. Ozain .

Nkuyu (Nkuyo, Mañunga, Lubaniba, Lucero) - Divindade das matas e estradas, a orientação e equilíbrio. Associado com San Antonio, eq. Elegua .

Má Lango (Madre de Água, Kalunga, Mama Kalunga, Pungo Kasimba, Mama Umba, Mbumba Mamba, Nkita Kiamasa, Nkita Kuna Mamba, Baluande) - deusa da água e da fertilidade. Também conhecida como a Virgem de Regla, padroeira do porto de Havana, eq, Iemanjá .

Chola Wenge (Mama Chola, Chola neng) - deusa da riqueza e prazeres. Associado a La Virgen de la Caridad del Cobre, Padroeira de Cuba, eq. Oxum .

Kimbabula (Kabanga Madioma, Lombardo Mpungo Fula, Nsambi Munalembe, Tonde, Daday, Munalendo, Padre Tiempo) - deus da adivinhação e ventos. Associado a São Francisco, eq. Orunmila .

Watariamba (Watariamba, Nkuyo Lufo, Nguatariamba Enfumba Bata, Saca Compromisso, Cabo Rondo, Vence Batay) - deus da caça e da guerra. Associado com João Batista, eq. Ochosi

Nsasi (Nsambi Munalembe, Sete Raios, Mukiamamuilo, Nsasi) - deus do trovão e do fogo, o equivalente a Santa Barbara, eq. Xangô .

Ma Keng (Yola, treme terra, Pandilanga, Mama Kenge) - espírito de sabedoria e justiça. Mpungu Isto está associado a La Virgen de las Mercedes e Obatalá .

Sarabande (Sarabande, Rompe Monte) - divindade do trabalho e da força. Associadas de São Pedro , eq. Oggun .






These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati