Necromância ou Consulta aos mortos !


“Também, designada como “nigromância” é a magia que usa o poder dos mortos para a adivinhação. É uma arte mágica que se propõe adivinhar o futuro através do sangue recém derramado de uma criatura viva.
A necromância é comum em literatura fantástica. Visa atingir objectivos com o auxílio dos que já morreram (que, nessa perspectiva, partiram deste plano para outro seja ele superior - suposto “reino dos céus” - ou inferior - suposto “inferno”), sendo muito usada em religiões como a umbanda, candomble, quimbanda, etc.

Pode ser interpretada como a prática de despertar a morte para obter informações do futuro, tendo a sua origem na crença de uma viagem para outro mundo, após a morte, acreditando-se que os recém-mortos, cujos corpos ainda estão intactos, mantêm ainda relações com a vida, estando mais sensíveis à tentativa de entrar em contacto com eles e questioná-los…

Alguns relatos situam o começo dessa prática na América. Uma tribo indígena roubou o corpo de um chefe de outra tribo algumas horas depois de morto. Colocaram o corpo num círculo desenhado na terra e começaram a fazer perguntas sobre o futuro e as possibilidades de caça. Essas práticas foram muito comuns na costa leste da América do Norte.”

É, outrossim, uma prática usada, muito especialmente, pelos espíritas por meio de médiuns. Durante as sessões, os médiuns invocam, o espírito do falecido, e, num estado de transe, esse falecido, segundo eles, fala, com a mesma voz da tal pessoa, levando a crer aos presentes e ao “encomendador” que estão de facto perante a pessoa invocada.

Esta é outra prática abominada por Deus. Deuteronómio 18:10-12: “Entre ti se não achará adivinhador (…) mágico, nem quem consulte os mortos: pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor…”
Quem se manifesta não é o falecido, mas sim um espírito demoníaco que conhecia bem a pessoa invocada, inclusive a voz, sendo capaz de a imitar na perfeição.

A Bíblia informa-nos que as almas dos mortos vão para o “mundo invisível” (Salmo 89:48), que no caso dos que aceitam Jesus e a Sua Palavra vão para o céu, para junto Dele gozar a vida eterna (Filipenses 1:20-24; Actos 7:55-60; II Coríntios 5:8; Apocalipse 6:9) e no caso dos que rejeitam a salvação, só possível pela fé em Jesus Cristo, vão para o inferno (Apocalipse 20:13-14) e nunca mais tem acesso à terra dos viventes, não sabendo, inclusive, o que aqui se passa (Eclesiastes 9:5-6; Lucas 16:19-31).

Houve um rei israelita, de nome Saúl, que foi a uma médium para consultar um morto e como nada deu certo, ele acabou por suicidar-se (I Samuel 28:7-25; 31:1-4). Este poderá ser o fim daqueles que recorrerem a todas essas formas de espiritismo. Só com Jesus é que a vida corre bem, tudo dá certo e sente-se prazer em viver.

O espiritismo, em todas as suas formas, é obra do enganador e “ladrão que vem senão a roubar, a matar e a destruir”; enquanto Jesus veio para que tenhamos vida e a tenhamos com abundância.” - João 10:10

Isaías 8:19-20: “Quando vos disserem: Consultai os que tem espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam entre dentes: - não recorrerá um povo ao seu Deus? a favor dos vivos interrogar-se-ão os mortos? À Lei e ao Testemunho (à Bíblia)! se eles não falarem segundo esta Palavra, nunca verão a alva.”

Devemos é consultar a Deus por meio da Sua Palavra, a Bíblia Sagrada.
Actos 19:18-19: Quem se envolveu ou está envolvido com o espiritismo, tem que se arrepender dessas práticas, confessar o seu pecado e eliminar todos os objectos que tenham ligação com isso.


These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati