Quadrados Mágicos representam o corpo de uma potência planetária, de uma Consciência Cósmica específica, de um Regente, de um Arcanjo, de uma Deva da Natureza, do planeta ou do Cosmo.

Cada Deus Planetário é a síntese de uma Força, uma Potência, um Valor, Virtudes etc.

Sendo princípios inteligentes, manifestam-se em toda a natureza como vibração, energia, números, cores, símbolos arquetípicos, emblemas, mantras, runas…

Explicando os Quadrados Mágicos, o Mestre Samael afirma:

“Entramos no Império da Alta Magia.

Entramos no laboratório da Alta Magia.

Entramos no mundo da Vontade e do Amor.

Para se entrar no Anfiteatro da Ciência Cósmica há que se roubar o fogo do diabo.

O Enamorado deve roubar a luz das trevas.

Há que se praticar intensamente a Magia Sexual com a esposa.

Há que se reconquistar a espada flamígera do Éden.

Para se invocar os Deuses, temos de conhecer os algarismos matemáticos das estrelas.

Os símbolos são a roupagem dos números.

Os números são as entidades vivas dos mundos internos.

Os algarismos planetários produzem resultados imediatos e terríveis.

Podemos trabalhar à distância com as estrelas.

Os algarismos matemáticos atuam sobre o mundo físico de forma terrível.

Estes algarismos devem ser escritos em 7 Tábuas distintas.

Quando se vai trabalhar com a Magia Sideral, faz-se um círculo no chão de 1,5 metro de diâmetro. Põe-se o pentagrama com os vértices inferiores para fora do recinto e o vértice superior para dentro.

No centro do círculo põe-se a Tábua com o correspondente algarismo do planeta.

Eis como concorrem os Deuses do planeta com o qual vamos trabalhar.

Antes de se começar qualquer cerimônia mágica com as estrelas, temos de exorcizar a Terra, o Fogo, o Ar e a Água com os seus Exorcismos correspondentes.


These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati