Um dos mistérios mais intrigantes das isle of man ou quem sabe do mundo?




Em setembro de 1931, a família de Irving - James, e sua filha Margaret Voirrey (13) - diziam ouvir ruídos e arranhões persistentes nas paredes de madeira da fazenda. A princípio, pensaram que era um rato, mas a criatura invisível começou a fazer sons diferentes, às vezes, cuspir como um furão, ou rosnar como um cão, ou chorava como um bebê. A criatura logo revelou uma capacidade de falar, e apresentou-se como o GEF um mangusto. Alegou ter nascido em Nova Deli, na Índia, em 1852. De acordo com Voirrey, que era a única pessoa a vê-lo corretamente, o GEF era do tamanho de um rato pequeno, com pêlo amarelado e uma cauda espessa e grande (o mangusto indiano é na realidade muito maior do que um rato e não tem uma cauda espessa ).




Foto acima de um mangusto que não é Gef ( apenas para saberem oque é um mangusto)

Gef diversas vezes afirmou ser "uma mangusto super inteligente", um "espírito terrestre" e "um fantasma em forma de uma doninha". Ele disse uma vez: "Eu sou uma aberração. Eu tenho as mãos e eu tenho os pés, e se você me ver você logo desmaia, você ficaria petrificado, mumificado, transformado em pedra ou em uma estátua de sal!"

Ele tinha muitas características tradicionalmente atribuídas a poltergeists, ele tinha um temperamento irregular, atirava objetos nas pessoas, e fez afirmações exageradas sobre seus poderes.

Retrato falado de Gef

Gef permaneceu amigável com os Irvings, ele brincava e pregava peças neles, embora ele supostamente foi longe demais quando ele fingiu ser envenenado . Gef também supostamente incomodava os vizinhos dos Irvings, os espionava e comunicava aos Irvings. James Irving manteve diários sobre Gef entre 1932 e 1935. Estes diários, junto com relatórios sobre o caso, estão em arquivos no caso de Harry Price na Casa Biblioteca do Senado , Universidade de Londres .


 
Local onde Gef costumava ficar

A história do Gef se tornou popular nos tablóides da imprensa, e muitos jornalistas se reuniram  na Ilha para ter um vislumbre da criatura.


 Patas de GEF e de um cão

"Voirrey Irving, que adotou Gef sob sua casa, morreu em 2005. Em uma entrevista publicada no final de sua vida, ela sustentou que GEF não foi sua criação.


These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati