Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Archives

Simbolo da Âncora


Uma âncora é utilizada para dar segurança a um navio, impedir que ele fique a deriva. Frequentemente é utilizada como amuleto em tatuagens e pingentes.A âncora simboliza a segurança, a firmeza e a solidez.

O Símbolo representa a nossa tranquilidade em meio a tempestades em tempos dificeis, no qual é capaz de manter sua firmeza e nos dar segurança. Pelo mesmo motivo as vezes podemos dizer que uma pessoa invejosa, com más intenções também pode ser considerada uma âncora pois se torna um obstaculo, uma barreira fazendo seu alvo não sair do lugar. Ela também pode simbolizar o conflito entre dois elementos o sólido (Terra) e o líquido (a água). Esse conflito deve ser resolvido para que haja tranquilidade e paz.



É principalmente usada em cidades com ligações marítimas.Para os marinheiros em geral uma âncora simboliza segurança, um abrigo seguro, o caminho de volta para casa.

A âncora também era utilizada como um símbolo cristão para disfarçar a própria cruz, na época onde os cristãos eram perseguidos pelo império romano e tiveram que praticar sua religião e seus cultos em segredos devido as perseguições e proibições, o nome dado a essa âncora que representava uma cruz era ( A Cruz da Escora).

These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati

The Bunnyman ( O Homen Coelho )

O Bunnyman é uma lenda sobre um doente mental que fugiu e que assombra uma ponte em Clifton, Virginia.



Após a guerra civil em Fairfax County, Virginia se tornavam mais populosa e, eventualmente, um manicômio foi construído lá. Ninguém queria viver perto do asilo e por causa da indignação pública a instituição foi fechada.

O governo transferiu os pacientes e em 1904 o processo foi finalmente concluído. Durante a transferência, alguns dos pacientes escaparam e se esconderam na mata fechada da floresta. Estes indivíduos eram maníacos, delirantes e perigosos. A maioria deles foram encontrados, exceto Marcus Lawster Griffen e Douglas. As autoridades locais encontraram uma trilha, eles acreditavam que pertencia aos dois, cheio de coelhos meio comidos e mutilados.

A trilha levava floresta a dentro, para uma um túnel em uma ponte atravessando um largo riacho. Lá eles encontraram Marcus pendurado na entrada do túnel. Havia um bilhete preso ao seu pé, que dizia: "Você nunca vai me encontrar, não importa quanto você tente! Assinado, The Man Bunny (O Homen Coelho). "Esse túnel tem sido chamado de a Ponte do Homen Coelho desde então".

A lenda diz que se você andar todo o caminho do túnel por volta da meia-noite o Homem Coelho vai agarrá-lo e enforcá-lo na entrada do túnel.

Estranhas mortes e fenômenos tem sido relacionados com a Ponte do Homen Coelho. Havia um jovem de Clifton, Virginia, que passava pela ponte, enquanto viajava. Mais tarde ao chegar em casa, ele matou seus pais e arrastou seus corpos pela floresta para pendurá-los na ponte e depois se matou. Em 1943, três adolescentes, dois homens e uma mulher jovem, estavam na ponte do homem coelho para a noite de Halloween. Os três jovens foram encontrados mortos, pendurados na ponte com seus corpos retalhados. Tudo com notas anexadas aos seus pés dizendo a mesma coisa: "Você nunca vai pegar o Homen Coelho!"

Em 2001, depois de ouvir o conto, seis estudantes locais e um guia fizeram uma busca na área. Eles encontraram peças de coelhos mutilados durante a busca e deixaram a floresta depois de terem ouvido barulhos e ver vultos movendo-se na floresta.

These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati

4 Cavaleiros do Apocalipse - A Fome

O Terceiro cavaleiro do apocalipse é a Fome representado em um cavalo preto.



Quando o Cordeiro abriu o terceiro selo, ouvi o terceiro ser vivente dizer: "Vem e vê!" Olhei, e diante de mim estava um cavalo preto! Seu cavaleiro estava segurando uma balança na mão. Então ouvi o que parecia ser uma voz entre os quatro seres viventes, dizendo: "Um litro de trigo por um denário, e três medidas de cevada por um denário, e não danifiques o azeite de oliveira e o vinho!"

O terceiro cavaleiro monta um cavalo negro e é geralmente interpretado como a fome. O cavaleiro carrega um par de saldos ou balanças , indicando o caminho que o pão teria sido pesado ​​durante uma estadia de fome. O preço indicado dos grãos é cerca de dez vezes o normal, com salários de um dia inteiro (um denário )  poderia compra o pão de trigo suficiente para apenas uma pessoa, ou o de cevada menos nutritivos para três, de modo que os trabalhadores lutam para alimentar suas famílias.



Dos quatro cavaleiros, o cavalo preto e seu cavaleiro são os únicos cuja aparência é acompanhada por uma pronúncia vocal. João ouve uma voz não identificada, mas vindo de entre os quatro seres viventes , que fala dos preços de trigo e cevada , também dizendo "e não danifiques o azeite e o vinho. Isto sugere que a fome, o cavalo preto deve elevar o preço dos grãos, mas deixar o fornecimento de óleo e vinho não afetados (embora fora do alcance do trabalhador comum). Uma explicação para isso é que os grãos eram naturalmente mais suscetíveis a anos de seca ou pragas de gafanhotos do que oliveiras e videiras , que possuem raízes mais profundas.

A declaração também pode sugerir uma abundância contínua de luxo para os ricos enquanto produtos básicos como pão são escassos, embora não totalmente empobrecidos . Escassez de tais produtos pode resultar na injustiça e na teoria de que apenas os mais ricos poderiam comer, como descrito no Apocalipse.Por outro lado, a preservação do azeite e vinho poderia simbolizar a preservação da fé cristã, que usou óleo e vinho em seus sacramentos.

Cor do Cavalo: Preto
Simbolismo da Cor: Escuridão, planícies desertas
Cavaleiro: Porta uma balança
Poder: Traz a fome
Simbolismo do Cavaleiro: Penúria, fome, trocas injustas
Descrição original grega: ίππος μέλας (híppos mélas), o Cavalo Negro
Símbolo da Arma: -  Espada - No contexto denota desigualdade ou injustiça (no caso de alimento);

Animal Representado: …terceira (…) tem rosto semelhante ao de um homem - O homem dentre as criações é o único semelhante a Deus, e capaz de amar ou de imitar essa qualidade inerente dele.

These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati