"A Casa dos Ossos" é uma pequena capela com cemitério adjacente em Hallstatt, na Áustria. O cemitério abriga muitos dos cidadãos da cidade, mas de acordo com as lápides, só  falecidos recentemente residem no cemitério. A novidade do cemitério é explicada quando se olha por dentro da casa óssea, onde fileiras e fileiras de crânios maravilhosamente pintados o espiam.



O cemitério minúsculo nunca poderia comportar o valor de séculos de falecidos cidadãos de Hallstatt. Devido a localização geográfica da cidade, construída sobre uma pequena fatia de terra entre as montanhas e às margens do lago Hallstätter, o espaço suficiente só para alguns edifícios e uma estrada, nunca poderia ter um grande cemitério... Eventualmente, o pequeno cemitério já não podia ser alargado, de modo a fim de abrir espaço para novos corpos, os antigos corpos foram desenterrados, e seus crânios branqueados ao sol, pintados, e às vezes com o nome da família, às vezes com flores, folhas, ou uma cruz e o ano de sua morte. Fileiras e fileiras de crânios maravilhosamente pintados o espiam a partir de órbitas vazias nesta casa óssea austríaca. A prática começou em 1720, e dos 1200 crânios no Beinhaus, 610 deles são decorados em estilos diferentes, de acordo com o tempo em que eles foram exumados.



Os ossos cuidadosamente pintados de ancestrais se tornam troféis memoraveis ao passar do tempo, esta beleza macabra é incomum, e ainda assim, tão familiar. Em todo o mundo, cada cultura tem sua própria maneira para homenagear os mortos. Alguns só demonstram ser um pouco mais artístico do que outros.







Mais algumas fotos do cemitério:





These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati