A Magia Salomonica

Existe uma série de textos mágicos que, dizem, representam a magia salomonica ou que foram escritos pelo Rei Salomão. Os dois mais famosos são A Chave Maior de Salomão e o Lemegeton - A Chave Menor de Salomão. Salomão era famoso pela sua grande sabedoria e pelas lendas que contam que ele controlava vastas ord
ens de espíritos e djînn; a magia salomonica é principalmente uma arte de evocação de espíritos atravéz dos selos. Na realidade, são poucos que acreditam que essa forma de magia verdadeiramente deriva do legendário Rei Salomão e é ainda menos provável que ele tenha escrito os livros em questão. Essa forma de magia è muito antiga, mesmo se os famosos manuscritos citados são do século XI ou mais tarde ainda; a magia salomonica è provavelmente fortemente ligada a magia babilonesa e poderia também haver penetrado na tradição hebraica durante o exílio da Babilônia. Muitos dos demônios da Goetia são deuses e espíritos da tradição babilonesa e de outros povos da região; A afinidade à magia babilonesa è encontrada no fato que os números 6 e 60 são fundamentais na magia salomonica. O sistema numerico babilones era baseado no numero 60, diferente do nosso sistema numerico, baseado no 10; a razão do uso da numeração baseada no 60 está no fato que, em alguns casos, é mais facil contar nesse modo. A magia salomonica corresponde a esse modo também na astrologia, que também se baseia nesse sistema numerico.

Apesar do fato que a magia salomonica usa invocações angelicais e contém orações e tributos a Geova, ela tem uma marca fortemente demoniaca e, por isso, goetica. Já nas lendas sobre Salomão, descobrimos os seus encontros regulares com demônios e djînn: ele entra em disputa com demônios como o irreverente Morolf e permite aos djînn de mostrar a propria arte magica em frente a ele e a rainha de Saba; um antigo texto salomonico, O Testamento de Salomão, do primeiro século a.C. é um catalogo de demonios e elenca trinta e seis "senhores das trevas". Mesmo se a maior parte dos manuscritos salomonicos vem do período medieval e do rinascimento, é possível deduzir que muitas das informações contidas nele são muito mais antigas. Um texto gnostico de Nag Hammadi descreve a criação de quarenta e nove demônios andrógenos, os quais "nome e função encontramos nos livros de Salomão": esse é um referimento muito mais antigo que um texto salomonico. A magia salomonica era provavelmente praticada em alguns círculos de gnosticos e Kiesewettwe, um estudioso alemão, hipotizou que o termo "lemegeton", o qual significado é desconhecido e muito discutido, corresponde ao nome de um mago gnostico. O British Museum possui muitas copias do Lemegeton.




A magia goetica muitas vezes é chamada "baixa magia", o contrário da "alta magia" teurgica. A baixa magia, como no caso da magia goetica, é muito vista como uma forma de magia finalizada a objetivos mesquinhos, mas se estudamos os dois tipos de magia é evidente que todas as duas satisfazem tipologias altas e baixas de desejos humanos. O conceito de "baixa magia", quando falamos de Goetia, não vai interpretado em termos qualitativos; os demônios ensinam as artes mais rafinadas e dã sabedoria. A magia goetica é uma magia ctónica que invoca as forças ínferas e abissais e pertencem ao lado escuro, enquanto na magia teurgica pertencem ao lado diurno. A palavra Goetia vem de uma palavra que indica a magia e a bruxaria: um goetes era um tipo de mago escuro, ou bruxo, diferente do magus-sacerdote. Hoje, o termo magus pode também indicar as formas mais tenebrosas de pratica magica (e alquimia), mas a antiga denominação de um mago escuro e de um evocador de demônios era goetes. Mesmo sendo a Goetia o documento principal da magia goetica pratica, essa tradição nao è baseada somente nela; existem outros textos salomonicos e demonológicos, como o "Dragon Rouge" e o "Grimorium Verum", que podem ser definidos goeticos, assim como os grimorios de Faust como "Magia naturali et innaturalis" e textos demonológicos qabalísticos como "A Magia Sagrada de Abramelin o Mago". A denominaçao "magia goetica" cobre todo o sistema magico qliphothico e especialmente a magia qliphothica pratica. A goetia contém segredos importantes relativos aos trabalhos qliphothicos e da mão esquerda profundos e isso rende ela muito mais avançada - e muito mais perigosa - de quanto se acredite.

Fonte: http://magiasalomonica.com

These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati