Azazel: Demônio de origem hebraica. O Levítico menciona-o como o bode expiatório,
enviado ao deserto. "Deitando sortes sobre os dois bodes, para ver qual deles será
imolado ao Senhor, e qual será o bode emissário. E para espiar o santuário das
impurezas dos filhos de Israel, das suas prevaricações contra a lei, e de todos os seus
pecados”. (L 6,8-34). De acordo com o livro de Enoque, é um dos 200 anjos que se
rebelaram contra Deus. Nos escritos apocalípticos é o poder do mal cósmico, identificado
pelos impulsos dos homens maus e da morte. Eles teriam vindo à Terra, para esposar os
humanos e criar uma raça de gigantes. O Livro das Revelações, de Abraão, descreve-o como
uma criatura impura e com asas. É identificado como a serpente que tentou Eva e que poderia
ser o pai de Caim.

No século II os búlgaros bogomilianos concordavam que Satanael teria
seduzido Eva e que ele, não Adão, era o pai de Caim. A maioria dos bogomilianos foi
queimada viva pelo imperador bizantino Alexis. Os Atos dos Apóstolos falam, ainda, em
outros três demônios, a saber: RIRITH, divindade maléfica do sexo feminino, desencadeador
de tempestades, espécie de fantasma noctívago, que os babilônios chamavam de Lilitu. Antiga
tradição popular judaica afirma que Lilith teria sido a primeira mulher de Adão, BERGAR,
cujo sentido é o de maligno e comparado, por São Paulo, como anticristo, e ASMODEU,
conforme já exclarecido, aparece no livro de Tobias como o assassino dos maridos de Sara

These icons link to social bookmarking sites where readers can share and discover new web pages.
  • Digg
  • Sphinn
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Mixx
  • Google
  • Furl
  • Reddit
  • Spurl
  • StumbleUpon
  • Technorati